quarta-feira, 30 de novembro de 2016

“Trouxe para ninguém dizer que é história de pescador”, diz homem que capturou tubarão no rio Tapajós

Tubarão mede 1,55 cm de cumprimento e 65 cm de diâmetro.
O Pescador Glicério Viana Pimentel, 56 anos, morador da rua 24 de outubro, bairro do Mapiri, foi surpreendido quando retirou das águas do rio  Tapajós, na região da comunidade de Pinduri, a malhadeira que utiliza em sua pescaria. “Sai para pescar dourada, e quando puxei a rede, sentir que tinha algo estranho, devido ao peso. Continuei puxando, quando me deparei com esse bicho, já estava morto. Meu filho disse que era um tubarão. Eu queria jogar, mas ele não deixou, disse que era pra gente trazer para cidade, e provar que não é história de pescador”.
Conhecido popularmente por Tomé, o pescador afirmou que ficou surpreso, explicando que em 40 anos de pesca, nunca tinha se quer ouvido falar de alguém que capturou um tubarão no rio.
Biólogos da Universidade Federal do Oeste do Pará(Ufopa) estiveram na residência do pescador, e disseram que trata-se de um tubarão da espécie cabeça-chata. O animal que mede 1,55 cm irá para universidade para ser analisado.
O fato chamou à atenção, uma vez que tubarões tem como habitat o mar. Porém, segundo os biólogos, apesar de ser do mar, que possui água salgada, a espécie capturada pelo senhor Tomé pode se adaptar e viver em rios de água doce.

RG 15 / O Impacto

Nenhum comentário: