Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Prefeito eleito de Marabá pode renunciar ao cargo

As informações ainda são extraoficias, e dão conta que Tião Miranda (PTB), deputado estadual e prefeito eleito de Marabá, sudeste paraense, pode anunciar nesta sexta-feira (30) que não vai assumir o cargo do executivo, a partir do dia 1º de Janeiro.
A informação está sendo divulgada em vários veículos de comunicação da cidade. Toni Costa, o vice eleito na chapa, teria sido chamado às pressas de Brasília para conversar com os vereadores e definir as questões da posse.
O motivo da suposta renúncia não está claro, no entanto, duas condições estão sendo consideradas pela imprensa marabaense. A primeira é que Tião Miranda estaria com problemas de saúde e a segunda diz respeito a situação financeira que passa a administração municipal.
Marabá está com atraso no pagamento dos servidores desde o mês de novembro, embora o décimo terceiro esteja pago. Empresas responsáveis pela coleta de lixo ameaçam parar os serviços devido o atraso nos repasses, assim como trabalhadores de duas empresas de ônibus podem deflagrar greve por falta de pagamento.
Em maio deste ano, a Justiça afastou o então prefeito João Salame por improbridade.
LEGISLATIVO
Apesar da renúncia como prefeito, Tião Miranda teria interesse em continuar como deputado estadual. O suplente Gesmar Costa já chegou a visitar a Assembleia Legislativa e com a confirmação da renúncia pode ficar sem o cargo.
Gesmar Costa é formado em Gestão Pública, tem 52 anos.
O DOL tentou contato com o vereador Pedro Souza, que faz parte da coligação que elegeu Tião Miranda e que estaria respondendo pelo prefeito eleito, mas não teve as ligações atendidas.

(Com informações de Michel Garcia/RBATV)
Reações:

0 comentários: