quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

PF combate extração ilegal de madeira no Pará

A Polícia Federal, em conjunto com o Ibama, deflagrou hoje (2/2) a segunda fase da Operação Transcametá, nos municípios de Baião/PA e Tucuruí/PA, com a finalidade de buscar documentos e arquivos magnéticos que demonstrem possíveis delitos ligados à extração ilegal de madeira, como também de apreender veículos e embarcações. Policiais federai cumprem seis mandados de busca e apreensão, sendo três em cada município.
A primeira fase da Operação Transcametá ocorreu no dia 22 de novembro de 2016, no município de Baião/PA, quando foram apreendidos dois caminhões com aproximadamente 60 metros cúbicos de madeira e 2000 metros cúbicos de madeira destruída nas serrarias que não tinham licença de operação.
 De acordo com as investigações, as serrarias ilegais estariam retirando e/ou adquirindo madeiras oriundas das RESEX Ariocá-Pruanã e Ipaú-Anilzinho. A Polícia Federal, então, instaurou inquérito policial para apurar a possível ocorrência dos delitos de extração ilegal de madeira e receptação qualificada, dando ensejo à segunda fase da Operação, deflagrada hoje (2/2).
A empresas investigadas terão a suspensão total das atividades, inclusive com o seu bloqueio nos principais sistemas ambientais (DOF e SISFLORA). Além da proibição dos investigados de frequentar ou ter acesso às dependências das empresas e do sequestro dos ativos financeiros em nome dos investigados ou em nome das pessoas jurídicas por eles controladas de fato.

(com informações da Polícia Federal)
Reações:

0 comentários: